Conheça 6 linhas de financiamento para energia solar

O Brasil está cada vez mais consciente de seu potencial energético solar. No entanto, o valor ainda é um entrave na hora de adotar a fonte alternativa. Por isso vamos te apresentar hoje seis linhas de financiamento voltadas para a instalação de sistemas de geração de energia fotovoltaica.

1- CAIXA ECONÔMICA

A Caixa Econômica Federal passou a aceitar projetos de energia solar em sua linha de crédito Construcard, destinada para a compra de material de construção. Com uma taxa de juros em torno de 2,5% ao mês, o projeto pode ser parcelado em até 240 vezes. O financiamento está disponível para pessoas físicas e jurídicas. No site do banco você pode fazer uma simulação dos juros e prazos do empréstimo.

financiamento de energia solar

2- SANTANDER

Através do Santander Financiamentos, o banco disponibiliza crédito para a instalação de sistemas fotovoltaicos com um parcelamento de até 48 vezes. Disponível para pessoas física e jurídica, a taxa de juros varia de acordo com os valores, prazos e demais condições escolhidas pelo beneficiado.

3- BNDES

Voltado para grandes projetos de energia solar, a linha de financiamento do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) disponibiliza até 80% do custo da obra com uma taxa de juros de 7,5% ao ano. O investidor é obrigado a ter uma participação mínima de 20% nos custos com possibilidade de emissão de debêntures (título de crédito representativo de empréstimo que uma companhia faz junto a terceiros), das quais o BNDES se compromete a adquirir até 50%.

4- BANCO DO NORDESTE

O Banco do Nordeste abriu uma linha de financiamento específica para projetos de micro e minigeração de energia solar. O FNE Sol está disponível para empresas, produtores rurais, cooperativas e associações dos estados nordestinos, além do norte de Minas Gerais e do Espírito Santo.

Com um prazo de pagamento de até 120 meses, o FNE Sol financia até 100% do custo da obra.

5- DESENVOLVE SP

Com o intuito de reduzir 20% das emissões de CO2 de São Paulo até 2020, o governo estadual criou a Linha de Financiamento Economia Verde, que inclui o financiamento de sistemas fotovoltaicos. Voltado para pequenas e médias empresas da região, o pagamento pode ser parcelado em até 120 vezes com uma taxa de juros de 0,53% ao mês.

6- PRONAF

Por último, há a linha de financiamento governamental “Mais Alimentos”, do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf). Voltada para pequenos agricultores, a linha inclui o financiamento de sistemas fotovoltaicos de até R$ 165 mil. Com uma taxa anual entre 2,5% a 5,5% anuais, o agricultor só começa a pagar após 36 meses da aquisição do crédito.


Quer assinar o Blog?

Seu formulário foi enviado com sucesso!!!
Conheça a Enel X

Descubra a Enel X e mude a forma de se relacionar com a energia. Conheça nossos produtos e serviços inovadores, capazes de tornar seu dia a dia mais eficiente e simples. Unimos forças e parcerias para integrar as melhores soluções. O poder agora está em suas mãos!


Saiba mais