Aprenda a comparar seus investimentos a longo prazo

Quando o objetivo é fazer o dinheiro render, cada centavo faz diferença. Depois de mapear gastos e descobrir onde fica o desperdício, combatendo-o, o próximo passo para transformar sua economia em retorno financeiro é estudar as possibilidades de investimento.

Economia com Energia Solar, rendimento de poupança ou investimento em títulos de renda fixa

Há várias opções no mercado quando se pensa em longo prazo, como os títulos de renda fixa, para os mais conservadores. Os dispostos a arriscar, em troca de uma resposta mais rápida, costumam investir em renda variável.

Mas existem outros caminhos que podem levá-lo a um rendimento mais vantajoso, além de gerar benefícios para sua casa e o meio ambiente. Você já parou para pensar, por exemplo, em investir em Energia Solar como uma alternativa às estratégias mais conhecidas?

Neste artigo vamos falar um pouco desta nova forma de garantir suas reservas para o futuro, assim como das características de aplicações convencionais:

Energia Solar

A geração solar em casa é uma opção inovadora, cujo retorno financeiro se compara ao de outros investimentos de Renda Fixa.

Funciona da seguinte forma: você investe na instalação do sistema e, ao longo do tempo de uso, consegue reverter o fluxo de caixa negativo em positivo, ou seja, os retornos pagam o investimento, processo conhecido como “Payback”.

O tempo de Payback diminui conforme a tecnologia avança e os incentivos governamentais aumentam.

Em outras palavras, a partir de determinado período, o dinheiro que você gastaria com energia pode ser redirecionado para outros projetos pessoais e/ou profissionais. A propósito, já calculou quanto você gasta de energia em um ano? Imagine o montante de 10, 15, 20, 25 anos?!

Trata-se de uma proposta sustentável, tanto no quesito econômico quanto no cuidado com o meio ambiente: você aplica seu dinheiro para produzir a própria energia a partir de uma fonte inesgotável.

Para fazer o cálculo do tempo de retorno de investimentos como esse, é preciso levar em conta alguns fatores: o tamanho do sistema de energia solar a ser instalado, ou seja, a sua capacidade de geração energética; o valor da tarifa de energia local; a previsibilidade do aumento da fatura; o consumo energético da residência ou empresa; custos com manutenção que, embora sejam baixos, ainda influenciam no tempo de retorno; impostos cobrados pela energia solar gerada e outros.

Investimento de Renda Fixa

Neste cenário, assim que aplicar seu dinheiro, você já vai saber qual é a regra que define os rendimentos. É como se você recebesse por emprestar dinheiro para o setor público ou privado. Por exemplo, o Tesouro Direto.

Dentro desse leque, optar por títulos “prefixados” significa que saberá exatamente qual vai ser o retorno. Enquanto isso, se decidir por títulos “pós-fixados”, deve esperar que o rendimento varie segundo o desempenho dos indicadores usados como referência de cálculo.

Trata-se de um investimento seguro do ponto de vista da previsibilidade, mas é preciso ficar atento a aspectos como os riscos de liquidez – ou seja, se você poderá retirar seu dinheiro no momento mais oportuno sem perder o rendimento.

Comparando os investimentos

 Que tal então compararmos os investimentos? Ao colocarmos os números no papel, chegamos a uma conclusão que pode ser uma surpresa para muitos.

Consideramos cinco dos mais comuns investimentos em Renda Fixa para comparar com um investimento de longo prazo em energia solar. Para o cálculo foram considerados os seguintes investimentos e rentabilidades (1)

tabela 1

Fizemos uma simulação de um investimento de aproximadamente R$ 25 mil, em um sistema de 3kWp para uma residência de 400 à 500 kWh de consumo.  O que equivale a uma casa com 4 moradores.

Calculamos então as taxas interna de retorno dos investimentos (TIR) em 25 anos, comparando energia solar com as outras opções. A TIR é um dos índices mais utilizados para os investidores na tomada de decisão de onde colocar o seu dinheiro.

Como se já não bastasse o aspecto ambiental, os resultados financeiros foram bastante favoráveis para energia solar também:

tabela 2

O retorno financeiro do investimento em energia solar é pelo menos 40% maior do que a melhor opção de aplicação no cenário. O investimento retorna para seu bolso em oito anos e daí para frente é só economia! E você ainda fica protegido dos aumentos inesperados que o custo de energia pode sofrer por fenômenos climáticos ou de qualquer espécie.

Garanta o seu futuro e do planeta com energia solar.

(1)Para a simulação foram utilizados valores do banco central, do fechamento do ano de 2016. Foram consideradas ainda outras variáveis como a inflação estimada para o período, valor da tarifa de energia, taxa Selic entre outros.

(2)Poupança: referências http://www4.bcb.gov.br/pec/poupanca/poupanca.asp https://www.tororadar.com.br/blog/poupanca-juros-rendimento-mensal

(3)CDB: Nesse título você vai acordar com o banco alguma taxa referência para receber pelo “empréstimo” que está fazendo. Geralmente essa taxa é atrelada à taxa SELIC ou ao CDI. Para se chegar a esse valor, foi utilizado como referência 90% da CDI, que foi 90% da SELIC.

(4)LTN: Título cujo rendimento tem correlação com a SELIC.


Quer assinar o Blog?

Seu formulário foi enviado com sucesso!!!
Conheça a Enel X

Descubra a Enel X e mude a forma de se relacionar com a energia. Conheça nossos produtos e serviços inovadores, capazes de tornar seu dia a dia mais eficiente e simples. Unimos forças e parcerias para integrar as melhores soluções. O poder agora está em suas mãos!


Saiba mais